Evento “Direitos Humanos para Todas as Pessoas”: Transformando palavras em ações

Nos dias 7 a 17 de março, o Sesc São Paulo promove o evento “Direitos humanos para todas as pessoas: da palavra ao movimento“, abordando temas como a vulnerabilidade da população em situação de rua, a realidade de imigrantes e refugiados, e as diversas lutas pelos direitos sociais. O objetivo é transformar a cidadania de algo abstrato para todos, através de atividades que vão desde feiras e intervenções artísticas até teatro, dança, literatura e debates sobre direitos humanos.

Com a participação de 20 unidades do Sesc São Paulo na capital, Grande São Paulo, litoral e interior. A programação busca ampliar a compreensão e o alcance dos Direitos Humanos. Lá oferece uma variedade de perspectivas e vozes para formar um painel diversificado de possibilidades de articulação, formação de redes e inovações sociais.

A abertura do evento acontece no dia 7 de março no Sesc 24 de Maio, com o debate “Direitos Humanos: da palavra ao movimento“. O jornalista Leonardo Sakamoto, presidente da ONG Repórter Brasil, e Frei David, fundador da Educafro, participam do encontro, que busca inspirar reflexões sobre a transformação das teorias em práticas efetivas de defesa da dignidade humana, justiça e equidade social.

Após o debate, o painel “Proteção e Garantia de Direitos” proporcionará uma troca de experiências entre instituições, ONGs e movimentos sociais que trabalham para assegurar a efetivação dos Direitos Humanos. O evento contará com a participação de representantes como Soninha Francine, Robson César Correia de Mendonça, Morgana Damásio, Oriel Rodrigues de Moraes, Luis Baron, Rogério Sottili e Mafoane Odara.

Além disso, o primeiro dia do evento marca o lançamento da revista digital “Direitos Humanos pra Quem?“, produzida pelo Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania, com o objetivo de resgatar o conceito de direitos humanos em uma sociedade que muitas vezes negligencia essa pauta crucial.

Arte e Reflexão sobre Direitos Humanos

O evento destaca a importância das produções artísticas para promover reflexões sobre Direitos Humanos. O ateliê “Afeto na Lata” oferece ao público a oportunidade de produzir artes de grafite urbano em latas de spray, estimulando a circulação de palavras afetuosas entre os participantes. A atividade será gratuita e acontecerá no Pátio do Metrô São Bento – Deck da Colmeia, no dia 8/03, às 12h.

Teatro e Música na Programação

Diversos espetáculos de teatro compõem a programação, como “Cena Ouro – Epide(r)mia” da Companhia Munguzá, que discute questões territoriais e desafios de pessoas em situação de rua e LGBTQIAP+.

O musical “Corteja Paulo Freire” convida o público a assistir um espetáculo ao ar livre sobre o protagonismo do educador, abordando temas como emancipação e transformação social no acesso a direitos. A apresentação ocorre em três locais: Sesc Carmo (Praça da Sé), Sesc Rio Preto e Sesc Piracicaba.

A Orquestra Mundana Refugi, formada por 22 músicos imigrantes e refugiados, se apresenta nos dias 9 e 10 de março no Sesc 24 de Maio, lançando o álbum “Todo Lugar Aqui“.

Diversidade na Música e nas Vozes Indígenas

O “Coral Cênico Cidadãos Cantantes” e o grupo “Coro Kyre’y Kuery“, formado por jovens da Terra Indígena Jaraguá, apresentam seus trabalhos enfatizando a diversidade e o compromisso com a cultura antimanicomial. O coral das crianças em situação de refúgio de sete países será destaque nas unidades Sesc 14 Bis, Sesc Vila Mariana e Sesc Pinheiros.

Feiras e Oficinas para Encerrar com Chave de Ouro

Nos últimos dias da programação, o Sesc Vila Mariana abrigará oficinas abertas ao público durante a “Mostra Refúgios Culturais“, com exposição e venda de objetos artesanais de migrantes e pessoas em situação de refúgio. Entre as oficinas, destaca-se a produção e amarração de turbantes do Congo, ministrada por Sylvie Mutiene Ngkang, uma congolesa refugiada no Brasil.

Para encerrar, no dia 17/03, haverá a Oficina de Escrita Árabe, ministrada pelo professor sírio Mohamad Alsaheb, oferecendo noções básicas sobre esse antigo alfabeto em um ambiente descontraído e educativo.

O evento “Direitos humanos para todas as pessoas: da palavra ao movimento” do Sesc São Paulo promete uma semana rica em reflexões, arte e ações práticas para fortalecer a defesa dos Direitos Humanos.

SERVIÇO:
Direitos humanos para todas as pessoas: da palavra ao movimento
Quando: de 7 a 17 de março

Unidades do Sesc: Na capital (24 de maio, Avenida Paulista, Carmo, Centro de
Pesquisa e Formação, Florêncio de Abreu, 14Bis, Santo Amaro, Pinheiros e Vila
Mariana), no litoral (Santos) e no interior (Osasco, Mogi das Cruzes, Catanduva,
Campinas, Rio Preto, Piracicaba, Araraquara, São Carlos e Jundiaí)
Programação completa: sescsp.org.br/direitoshumanos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui